sábado, 28 de maio de 2016

Cara ou coroa?

Qual é a cara da moeda? Qual é a coroa da moeda? Na cara e coroa, o quê é o quê? 
Não vim aqui municiado nem ao menos cheio de argumentos para dizer o que representa cada lado da moeda. Aconteceu determinado dia, em uma aula que o professor lançou sortes na modalidade "cara e coroa" na sala de aula e então eu me senti com o direito de levantar e dizer que dependendo do ponto de vista de cada um, alguém poderia sentir que ganhou ou que perdeu. Interessante que na hora parecia algo sem sentido, mas reflita comigo...
Se para mim, a "cara" é o desenho do rosto, logo eu tenho 50% de chance de ganhar esta disputa.
Se para o outro, a "cara" é a frente da moeda, então ele vai ter 50% de chance no entanto a confusão está armada.
Pesquisei e descobri o que realmente suspeitei desde o princípio.

Preste atenção: 
A cara da moeda é a frente dela, ou seja, a cara da moeda... Logo, na cara dela, que é a frente, tem o número correspondendo ao seu valor monetário.
A coroa da moeda é o desenho, a parte conhecida como verso. 

Se não concorda, vamos aí ver o que vira este assunto, afinal de contas tem que ter um norte para direcionar apesar de ser um simples "ganha ou perde".

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Quando ele chega...

Quem não é acostumado com ele se assusta e se perde no guarda-roupa na hora de sair de casa. Quando está na rua não tira as mãos dos bolsos e não para de esfregá-las na intenção de gerar calor. Na hora do almoço surge as vantagens, pois dá um apetite a mais, porém no momento da digestão a vontade de dormir é multiplicada por três.
Ao chegar em casa e enfrentar o banho parece algo desanimador, mas basta ficar alguns minutos a mais debaixo da água quentinha e o medo da água vai pelo ralo. Desligar o chuveiro parece uma péssima ideia; enxugar já é uma ideia péssima. Ao deitar para dormir é uma maravilha, enrola daqui, dali, acrescenta cobertor sobre edredom e tudo que for de aconchegante, aguardando o sono ininterrupto sorrateiramente aparecer.

Mas hoje foi assim... Encontrei uns gostando e outros detestando. Uns agasalhados e outros arrepiados como galinhas sem penas. Uns elogiando e outros criticando, mas no final o clima frio trás uma sensação de aconchego no sofá, na cama e até no chuveiro. Eu particularmente gosto quando ele chega, mas as crianças e idosos sofrem mais com isso. Talvez quando for velhinho eu seja um dos que com o nariz de fora comece a dizer que o frio é ruim, mas até que este dia não chegue eu fico tomando meu banho na opção mais quente que existe e me enrolando na coberta de uma cama quente, sem falar no detalhe do almoço...

Bate o aperto em saber que alguém está em algum lugar, em casa, na rodoviária ou na calçada, deitado, em pé ou encostado tentando desviar do tremor da baixa temperatura. O frio é gostoso quando se tem como proteger, tudo é bem melhor quando há proteção. Sem proteção tudo é muito triste e desanimador... 

E já está na hora de entrar no casulo e sentir o frio ficar lá de fora. Certa vez dei uma blusa de frio para um andarilho, mas o que me desanima é que não adianta entregar a blusa e depois virar as costas; e muitos não querem ser ajudados. Querem apenas uma solução momentânea para o frio, mas não tem forças nem apoio para dar uma solução na vida solitária e fria da sociedade humana. O frio chegou mas vai embora com certeza porque a região em que moro não é propicia a este clima durante todo o ano. Um dia, a frieza do ser humano também há de ir, e entenderemos que somos pó e ao pó voltaremos. Sem falar que para a matéria que é destruída, o próprio frio lá é inevitável e imbatível. Que venha o frio pela estação ou pela massa de ar, e que o ser humano reconheça Deus que trará calor ao coração humano.
Bom frio para nós aqui!
  

sábado, 21 de maio de 2016

Raridades por onde passo - POSTAGEM 10.

Na décima postagem deste tema, eu trago ao blog fotos de veículos antigos que estiveram no meu caminho recentemente. Mantendo o cuidado de não divulgar placas dos veículos, editei a imagem para preservar os dados dos proprietários.

Iniciando com um Passat original e digno de placa preta:
Passat original - placa preta.

Repare no vidro lateral, faz parte de um clube. Lindo carro!

Liso de lata! Realmente impecável.




Segue abaixo uma sequência de Fuscas que vai deixar qualquer colecionador com vontade de saber aonde estão tais raridades:
O mecânico deve ser perito em Fusca.

Fusca 1962 Original único dono. Não vende, já perguntei.

Fusca 62 - Motor 1200

O tempo está judiando desta relíquia.

Raridade 1962 fica exposto ao tempo.

Na cidade de Ubatuba-SP tem este aqui.

Muito bacana.

Raridade em Ubatuba-SP.

No supermercado, o fusquinha aguarda as compras.

Rico em detalhes originais de fábrica.

Velho guerreiro.

Este modelo saiu nos anos 67,68,69 e na primeira série de 1970.

Fusca 72 original.

Fusca 72 original, pedi para entrar e tirar uma foto, o dono também não vende, nunca!

Agora o momento GM CHEVROLET com direito à 6 cilindros! Interessante que todos estavam a venda, com exceção do ultimo modelo de 4 portas:
Opala 4 cilindros a venda.

Caravan 6 cilindros, também estava a venda.




Estava indo comprar umas ferramentas quando fui surpreendido por algumas "mercadorias" que encantam os amantes de carros antigos, vejam só o que estava dentro da loja:



Caminhão International L130

International L130 restaurado.

Lateral, acima do para-lama esquerdo.
 Detalhe: o proprietário é restaurador, e vende... Mas não tenho capital para isso, snif...




Continuando, finalizo com a imagem de um carro que eu considero um dos mais luxuosos da época: Ford Galaxie.
Ford Galaxie lindo, desfilando no interior.
Postagem 10 de "Raridades de onde passo" ficou 10... Modéstia a parte.
Continuarei a registrar imagens de raridades assim, e cada dia que passa diminui a frequência. Sem conhecer alguns proprietários, gostaria de deixar aqui o quanto admiro tais modelos. "Ah, se eu tivesse dinheiro..."