segunda-feira, 20 de junho de 2016

Como não ter o veículo apreendido por causa de documentos!

Como não ter o veículo apreendido em blitz?
Como não ter o veículo guinchado por causa de documentos atrasados?
Como não ter o veículo retido por causa de documentos?

Querido leitores, venho através deste espaço ensinar a vocês uma dica antiga, porém muito valiosa na questão de apreensão e remoção de carros ou motocicletas pelas autoridades de trânsito.
É tudo muito simples e não tem como você passar por este constrangimento caso siga a risca estas dicas importantes. Vamos lá, são apenas 5 dicas:

Dica nº1 - Quando for informado da data de vencimento dos impostos referente ao ano que se inicia, tenha em mente que você possui um veículo. Possuindo um veículo, logo, morando no Brasil, você vai pagar um imposto para o governo referente ao patrimônio que você comprou. Ora, você comprou um carro, uma moto, ou uma camionete e agora o governo quer morder um pouquinho do seu dinheiro, só porque este bem é seu. Então lembre-se; você possui um veículo e o governo quer uma graninha por isso.

Dica nº2 - Não gaste o seu dinheiro com luxo sendo que o dinheiro deve ser usado primeiramente na sua obrigação. Qual é a sua obrigação? Pagar os impostos até a data de vencimento. Então, pare de achar que amanhã você vai dar um jeito na situação, e pague os impostos em dia. Sendo assim, ninguém poderá te impedir de ir e vir quando você estiver com as rodinhas do seu veículo sobre o asfalto.
Então lembre-se de pagar o IPVA, DPVAT e Taxa de licenciamento até a data de vencimento.

Dica nº3 - Quando completou a maior idade, certamente se inscreveu em uma escola para motoristas, passou na prova teórica e na prática e agora tem em mãos um documento de identificação que vale em todo o território nacional. Isto na sua mão é a CNH. Resumindo: Se você precisa dela para conduzir veículos, então você precisa dela para conduzir veículos, simples assim.

Dica nº4 - Seu veículo não pode estar com os pneus iguais aos pneus de chuva da Fórmula 1. Você está dirigindo em via pública e seu carro ou moto, precisa ter aderência ao solo através dos pneus. Não fique comprando caixas e mais caixas de cerveja no fim de semana e deixando seu carro com a sola deslizando no carpete da avenida. Cuide do seu carro, mantenha pneus em bom estado, é para sua segurança e ninguém vai pagar uma multa por pneus "carnudos"... Carecas sim.

Dica nº5 - Conhece a regra? Cumpra a regra. Conhece a lei? Cumpra a lei. Existe uma legislação de trânsito? Ela é única e exclusiva para o trânsito.

Seguindo estas dicas, você jamais será surpreendido pela notícia que seu veículo será retido, guinchado, multado... É verdade, deu certo mesmo, eu sou prova disso.

terça-feira, 14 de junho de 2016

Meu primeiro Fusca 69.

Quero relembrar do meu primeiro Fusca 69. Eu já havia levado algum prejuízo com carros usados, mas quando encontrei este a venda em uma agência de carros usados, fiz questão de esquecer todo meu passado, todo meu prejuízo e todo meu propósito de não mais ter carros velhos.
O ano era 2010 e eu havia ido na feira de carros usados e vi de longe um fusquinha vermelho, a pedida inicial dele era R$6.800,00. 
Comecei então a fazer os cálculos mentais das reservas e o que eu teria de vender para adquirir o meu primeiro fusquinha antigo. Este modelo, que é até a primeira série de 1970, é o mais charmoso. Eu sou apaixonado por esse, pois tem muitos frisos cromados e o para-choque é no formato de "argola", ou "puleiro" como alguns chamam. A tampa do motor é mais comprida e as rodas possuem cinco furos.

Na feira de carros usados, não tive a oportunidade de conversar com o vendedor, talvez se ele estivesse lá, eu iria oferecer uma moto e o restante em dinheiro. Fui para casa e não lembrei mais do fusquinha.
Passaram alguns dias, eu estava retornando do trabalho e passei por uma avenida para fazer algo do meu interesse. Não era costume passar por lá, mas quando eu parei no semáforo e olhei para o lado vi estacionado dentro de uma agência de carros usados, o mesmo fusquinha 69 da feira. Já estacionei e fui perguntando quem era o dono, valor, se trocava, se estava bom, se eu estava normal, se o sol ainda estava brilhando...

Dei a moto e um dinheiro em troca do carro. Perdi muito na moto, mas estava com o Fusquinha que tanto olhei e por um momento desejei... Agora ele estava indo embora comigo, era inacreditável... Até hoje me lembro quando cheguei em casa. Liguei para minha esposa e pedi para abrir o portão antes mesmo de chegar. Pedi a ela que manobrasse o outro carro para que eu estacionasse o Fusca na outra vaga. Disse assim à ela: "Abre o portão que eu tô chegando com um carro da idade da pedra!".

O fusquinha já estava em casa, e eu comecei a imaginar os passeios, os acessórios, os concertos... Toda aquela euforia pelo carrinho ia se acomodando em mim. Todos que me viam andar nele, elogiavam o carro e eu me sentia orgulhoso do fusquinha.

Meu primeiro fusca 69

Depois que havia comprado, comecei a observar mais os carros deste modelo. Percebi que ele não tinha o friso no para-brisa dianteiro, nem nas borrachas laterais do vidro do banco traseiro. Neste ano, as janelas são basculantes, elas abrem cerca de alguns centímetros para fora e meu fusquinha não tinha isso.
O retrovisor também não era do modelo original, mas o interior estava bem fiel, com volante, bancos e rádio da época.

Observando que faltava detalhes cromados de época, comecei a instalar alguns acessórios baratos nele, e você pode também colocar no seu fusquinha, caso ainda ele não tenha. Primeiro eu olhei umas imagens na internet e percebi que alguns fuscas, tinham uma borracha branca ao invés da borracha preta, entre a carroceria e os para-lamas. 
Comprei pela internet as borrachas, conhecidas como debrum ou galão. 

Instalando acessórios no fusquinha.
Debrum ou galão do para-lama.
Repare que veio na cor preto.
Debrum na cor preto.

 
É bem simples, com uma única chave de boca você consegue remover os parafusos por dentro do para-lamas. Estes parafusos, fixam o para-lama na carroceria. São vários parafusos, mas não precisa tirar, basta apenas dar uma folga neles para que o para-lama afaste da carroceria cerca de 1 cm.

Repare na distância necessária para retirar o debrum antigo e instalar o novo. Não precisa ser maior que isso!

Repare na distância que deixei, isto já é suficiente para que o debrum antigo seja retirado e você coloque o novo no mesmo lugar, respeitando os espaços marcados na borracha. Os espaços indicam a posição para cada parafuso. É muito simples, não tem como errar. Depois de ter encaixado as borrachas "Debrum" novas no lugar, faça o aperto certificando que ela não vai ficar esticada demais ou enrugada.

Debrum branco. Veja como destaca.
Depois disto eu pesquisei também sobre as polainas, comprei o kit pela internet e resolvi instalar também.
Com uma furadeira e uma rebitadeira ficou bem fácil. É bem simples. Basta colocar a polaina no lugar e marcar os buracos para furar. Depois basta colocar a polaina no lugar e rebitar.

Instalando polaina no fusca. (Antes).

Instalando polaina no fusca. (Antes).
Polainas no fusca. (Depois).

Instalando polainas no fusca. (Depois).

Não tem segredo, basta colocar ela no lugar, marcar, furar e rebitar. Ao todo coloquei seis peças. 
Estes modelos abaixo, vão atrás, reforçando a traseira.
Retire o para-choque traseiro e faça os furos nos locais aonde serão rebitados.

São três furos para cada polaina.

Basta rebitar.

Repare no acabamento, fica muito bonito.

Instalando polaina na traseira do fusca.
 Feito isso, fui em uma loja e comprei um emblema com o nome "Volkswagen" para colocar na frente do carro, ficou muito bacana, e o fusquinha ficou com alguns cromados a mais. 
Meu fusquinha 69.

Repare na polaina e no debrum na cor branca, realçou a idade do fusquinha.
Este meu fusquinha morou cerca de um ano comigo, tive alguns contratempos e tive que dispor do velho carrinho. O comprador dele foi uma pessoa de Brasília, eu nunca mais tive notícia deste vovôzinho tão simpático. Eu continuei com a minha velha mania de procurar carros antigos, velhos, sei lá... 
Meu próximo carro foi um GM Chevrolet Opala, mais novo que o Fusca, porém de 1980.

sábado, 11 de junho de 2016

Jefferson VS Mangueira.

Em meados de 1996, tínhamos um vizinho que aparentava cinquenta anos, muito forte e esperto, que morava com sua filha ainda solteira. Este senhor chamava-se Antônio, mas recebeu o apelido de "Mangueira" porque foi visto uma vez jogando água no quintal, usando uma mangueira. E ficou assim: "Ô da mangueira!" 
Explicado a origem do apelido do vizinho, agora podemos ir ao acontecimento da postagem de hoje.

Aos treze anos, Jefferson tratava as pessoas sem distinção. Conversava tanto com o menino quanto com o idoso e também costumava brincar da mesma maneira. Certa feita, viu o "Mangueira" saindo de sua casa e foi até ele para conversar. Durante a conversa, Jefferson foi desafiado pelo seu irmão caçula a dar um golpe na barriga do vizinho, nada grave, somente para realizar a brincadeira do dia. Aceitado o desafio, esperaram o momento de novamente inventar uma conversa com o vizinho e ao final, daria um soco na barriga dele.

Talvez você possa estar achando estranho esta brincadeira, mas o "Mangueira" não era um pobre coitado. O antebraço dele parecia minha coxa e o velho era troncudo, acostumado a carregar peso. Ele era realmente forte e aquilo não era um ataque à um indefeso, muito pelo contrário, ele tinha certa agilidade e poderia se esquivar ou se defender tranquilamente do golpe. Tudo preparado, lá vai o Jefferson tentar golpear o adversário...

Conversa vai, conversa vem, chegou a hora de dar o golpe. Jefferson manteve certa distância e quando preparou a mão para dar o soco, notou que o "Mangueira" colocou uma mão na frente. Isso não impediu que ele levasse um soco bem na boca do estômago e ficasse alguns segundos sem ar, tentando se defender dos ataques do pequeno Jefferson... E logo o vencedor foi...

Esqueça o que acabou de ler; escrevi isto para tentar causar uma certa indignação em você; mas vou descrever agora como encerrou o desafio: Assim que Jefferson fechou a mão e encolheu o braço para dar impulso ao soco; foi surpreendido pela mão do "Mangueira" defendendo o golpe, logo, com a mão esquerda, o "Mangueira" apoiou a nuca do menino e empurrando para baixo, usou a outra mão em um movimento que se usa quando quer quebrar madeiras. Jefferson viu um clarão e uma tontura com gosto amargo na boca, pensou que iria ao solo, esperou alguém jogar a toalha e fugiu dali... Não tinha toalha, tinha apenas o nocaute técnico em uma luta de cinco segundos. 

E agora, ficou indignado por mim? Levei um golpe estranho, mas foi suficiente para não brincar assim com o "Mangueira".
Resultado: Jefferson 0 X 1 Mangueira.

segunda-feira, 6 de junho de 2016

10 dicas para o seu dia ser mais feliz!

1 - Quando abrir os olhos para o despertar de um novo dia, não saia desesperado da cama sem antes dar uma bela espreguiçada, pois fazendo assim deixará de esticar suas articulações e com certeza os problemas com elas estarão mais perto do que imagina. Portanto espreguice a vontade, é uma delícia.

2 - Ao levantar da cama seja grato pela noite de repouso. Você deve agradecer a Deus pelo descanso e por mais um dia. Converse com Ele sobre o que pretende fazer e peça a Ele que direcione seus passos. Lembre-se: Você agradecendo ou não, Ele permanece com a mesma Majestade. E você com a mesma estrutura de humano, ou seja, somos pó.

3 - Seu café da manhã precisa ser saudável, mas antes, que tal ingerir água para ativar o sistema digestivo? Depois de algum tempo você pode tomar seu café da manhã. Se for frutas, melhor ainda. Ele estará pronto para receber vitaminas naturais. Cerca de uma hora depois de tomar água, pode comer algo sólido. Isto trará a você resultados excelentes a longo prazo.

4 - Não faça da manhã apenas um período que antecede a tarde, procure ver o que acontece a sua volta. Se você trabalha em uma sala fechada e não pode contemplar a manhã indo embora, procure ao menos dar uma olhada na janela para ver o brilho do sol. Se puder ficar exposto ao sol por alguns minutos, antes das dez da manhã, isso certamente fará muito bem para os seus ossos. O sol ajuda a absorver a vitamina D.

5 - Na hora do almoço, não coma a refeição de forma rápida; procure mastigar devagar e sentir o sabor do alimento. Pelo menos seu estômago vai trabalhar menos quando chegar um bolo alimentar extremamente triturado. Não fique almoçando e vigiando as redes sociais com o celular nas mãos. Dedique este tempo para realmente alimentar seu corpo físico. E não escove os dentes de imediato, logo após a refeição; se quiser saber o por quê, apresento a você o Google. 

6 - Trate hoje alguém com cordialidade e respeito, pelo menos uma pessoa a cada dia. Você vai ver que ela vai devolver a você o mesmo tratamento, com isso você se sentirá especial, coisa que realmente é.

7 - No momento em que você tem de explodir de raiva; procure fazer a famosa contagem de um a dez. Mas não é contar e quebrar tudo... Conte devagar, como estivesse meditando e tente expressar de forma calma o que realmente tem de ser explicado. A palavra suave, alivia o furor. Qualquer coisa nesta vida é menos importante que a sua própria vida. Deu errado? Espere, ainda gira a terra em torno do sol.

8 - Dedique tempo para conversar com os seus; família... Não importa o grau parentesco, gaste tempo conversando pessoalmente. Em uma circunstância final, apele para o WhatsApp e Facebook. Coisa boa é sentar um ao lado do outro e começar a conversar sobre tudo, inclusive coisas engraçadas. Rir é o melhor remédio, se tem duvida disso, apresento o Google, que pode te responder esta e mais outras dúvidas.

9 - Tenha objetivos anotados. Esqueça o poder do seu cérebro em memorizar tudo. Tenha uma agenda ou em algum lugar no computador, algo que você possa olhar e ler. Procure dar prioridades para aquilo que tem prioridade, não fique satisfazendo seus luxos só para seu próprio prazer. Tenha calma, não saia adquirindo as coisas só porque estão abaixo do preço. Mas também tenha a sensatez de aproveitar uma pechincha.

10 - Entenda que você é um ser humano e que a perfeição que você procura não está na face da terra. O seu vizinho e o seu patrão, são ambos de carne e osso, um dia todos irão morrer, isto é certo. Então, pare de se chatear com o som alto do camarada que mora ao lado e também não se chateie com as cobranças do chefe. Lute para ser feliz, e com isso vai ver que tudo vale a pena. Para ser feliz sim.

sábado, 28 de maio de 2016

Cara ou coroa?

Qual é a cara da moeda? Qual é a coroa da moeda? Na cara e coroa, o quê é o quê? 
Não vim aqui municiado nem ao menos cheio de argumentos para dizer o que representa cada lado da moeda. Aconteceu determinado dia, em uma aula que o professor lançou sortes na modalidade "cara e coroa" na sala de aula e então eu me senti com o direito de levantar e dizer que dependendo do ponto de vista de cada um, alguém poderia sentir que ganhou ou que perdeu. Interessante que na hora parecia algo sem sentido, mas reflita comigo...
Se para mim, a "cara" é o desenho do rosto, logo eu tenho 50% de chance de ganhar esta disputa.
Se para o outro, a "cara" é a frente da moeda, então ele vai ter 50% de chance no entanto a confusão está armada.
Pesquisei e descobri o que realmente suspeitei desde o princípio.

Preste atenção: 
A cara da moeda é a frente dela, ou seja, a cara da moeda... Logo, na cara dela, que é a frente, tem o número correspondendo ao seu valor monetário.
A coroa da moeda é o desenho, a parte conhecida como verso. 

Se não concorda, vamos aí ver o que vira este assunto, afinal de contas tem que ter um norte para direcionar apesar de ser um simples "ganha ou perde".

quarta-feira, 25 de maio de 2016

Quando ele chega...

Quem não é acostumado com ele se assusta e se perde no guarda-roupa na hora de sair de casa. Quando está na rua não tira as mãos dos bolsos e não para de esfregá-las na intenção de gerar calor. Na hora do almoço surge as vantagens, pois dá um apetite a mais, porém no momento da digestão a vontade de dormir é multiplicada por três.
Ao chegar em casa e enfrentar o banho parece algo desanimador, mas basta ficar alguns minutos a mais debaixo da água quentinha e o medo da água vai pelo ralo. Desligar o chuveiro parece uma péssima ideia; enxugar já é uma ideia péssima. Ao deitar para dormir é uma maravilha, enrola daqui, dali, acrescenta cobertor sobre edredom e tudo que for de aconchegante, aguardando o sono ininterrupto sorrateiramente aparecer.

Mas hoje foi assim... Encontrei uns gostando e outros detestando. Uns agasalhados e outros arrepiados como galinhas sem penas. Uns elogiando e outros criticando, mas no final o clima frio trás uma sensação de aconchego no sofá, na cama e até no chuveiro. Eu particularmente gosto quando ele chega, mas as crianças e idosos sofrem mais com isso. Talvez quando for velhinho eu seja um dos que com o nariz de fora comece a dizer que o frio é ruim, mas até que este dia não chegue eu fico tomando meu banho na opção mais quente que existe e me enrolando na coberta de uma cama quente, sem falar no detalhe do almoço...

Bate o aperto em saber que alguém está em algum lugar, em casa, na rodoviária ou na calçada, deitado, em pé ou encostado tentando desviar do tremor da baixa temperatura. O frio é gostoso quando se tem como proteger, tudo é bem melhor quando há proteção. Sem proteção tudo é muito triste e desanimador... 

E já está na hora de entrar no casulo e sentir o frio ficar lá de fora. Certa vez dei uma blusa de frio para um andarilho, mas o que me desanima é que não adianta entregar a blusa e depois virar as costas; e muitos não querem ser ajudados. Querem apenas uma solução momentânea para o frio, mas não tem forças nem apoio para dar uma solução na vida solitária e fria da sociedade humana. O frio chegou mas vai embora com certeza porque a região em que moro não é propicia a este clima durante todo o ano. Um dia, a frieza do ser humano também há de ir, e entenderemos que somos pó e ao pó voltaremos. Sem falar que para a matéria que é destruída, o próprio frio lá é inevitável e imbatível. Que venha o frio pela estação ou pela massa de ar, e que o ser humano reconheça Deus que trará calor ao coração humano.
Bom frio para nós aqui!
  

sábado, 21 de maio de 2016

Raridades por onde passo - POSTAGEM 10.

Na décima postagem deste tema, eu trago ao blog fotos de veículos antigos que estiveram no meu caminho recentemente. Mantendo o cuidado de não divulgar placas dos veículos, editei a imagem para preservar os dados dos proprietários.

Iniciando com um Passat original e digno de placa preta:
Passat original - placa preta.

Repare no vidro lateral, faz parte de um clube. Lindo carro!

Liso de lata! Realmente impecável.




Segue abaixo uma sequência de Fuscas que vai deixar qualquer colecionador com vontade de saber aonde estão tais raridades:
O mecânico deve ser perito em Fusca.

Fusca 1962 Original único dono. Não vende, já perguntei.

Fusca 62 - Motor 1200

O tempo está judiando desta relíquia.

Raridade 1962 fica exposto ao tempo.

Na cidade de Ubatuba-SP tem este aqui.

Muito bacana.

Raridade em Ubatuba-SP.

No supermercado, o fusquinha aguarda as compras.

Rico em detalhes originais de fábrica.

Velho guerreiro.

Este modelo saiu nos anos 67,68,69 e na primeira série de 1970.

Fusca 72 original.

Fusca 72 original, pedi para entrar e tirar uma foto, o dono também não vende, nunca!

Agora o momento GM CHEVROLET com direito à 6 cilindros! Interessante que todos estavam a venda, com exceção do ultimo modelo de 4 portas:
Opala 4 cilindros a venda.

Caravan 6 cilindros, também estava a venda.




Estava indo comprar umas ferramentas quando fui surpreendido por algumas "mercadorias" que encantam os amantes de carros antigos, vejam só o que estava dentro da loja:



Caminhão International L130

International L130 restaurado.

Lateral, acima do para-lama esquerdo.
 Detalhe: o proprietário é restaurador, e vende... Mas não tenho capital para isso, snif...




Continuando, finalizo com a imagem de um carro que eu considero um dos mais luxuosos da época: Ford Galaxie.
Ford Galaxie lindo, desfilando no interior.
Postagem 10 de "Raridades de onde passo" ficou 10... Modéstia a parte.
Continuarei a registrar imagens de raridades assim, e cada dia que passa diminui a frequência. Sem conhecer alguns proprietários, gostaria de deixar aqui o quanto admiro tais modelos. "Ah, se eu tivesse dinheiro..."



quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

No dia que o chato saiu de casa.


No dia que eu saí de casa
Minha mãe me disse: "Graças a Deus"
Passou a mão nos meus cabelos
Olhou em meus olhos
Começou chorar...

Aonde você for que alguém aguente essa chatice
mesmo onde estiver, em minhas orações eu vou pedir a Deus
que afaste os seus pés daqui...

Eu sei que ela tentou me vender
Nem teve um que encarou comprar
E o sossego lá na minha casa
Desde aquele dia, começou reinar...

A minha mãe bem já dizia que aguentar a mim era um teré
Não entendi o vocabulário, mas não insisti e dei marcha a ré,
E sempre ao lado do meu pai, que também aguentou a minha chatice
Ela me disse assim, "meu filho já vai tarde", alugue outro ouvido, ô meu!

Eu sei que eu era chato pra chuchu,
Mas não a ponto de gritar Urru!
Se minha chatice aumentasse
Seria deportado sem direito algum!

Eu bem queria ser mais "legalzin"
Mas a galera começou "zuar"
E o olhar do povo me dizendo
Ô seu Chatonildo  vai se catar!

E o estoque de foguetes do bairro
Por minha causa, começou minar...
A saída da minha casa, no calendário
É festa popular.

(Paródia da música: No dia em que eu sai de casa - Zezé e Luciano).
Baseado em fatos reais "parodiais".



sábado, 6 de fevereiro de 2016

Meus desenhos II.

Há 14 anos eu fiz este desenho usando o Paint, foi uma ilustração com humor de uma noite que gritei minha mãe. Eu dormia no quarto e no momento em que me virei para o outro lado da cama, meu pai trazia o irmão caçula nos braços para colocá-lo na cama. Eu levei um susto tremendo, chamei minha mãe, quase acordei o caçula e meu pai não sabia se corria ou se me acudia.

Abaixo, a cena que me fez gritar.
 
Desenho feito usando o programa Paint (em 2.002)


Logo abaixo, os argumentos por causa do grito.

Eu não entendia muito de computador (isto não quer dizer que agora entendo) e usava este recurso para desenhar e como passatempo. Não tinha muito o que fazer e ficava inventando coisas para fazer no computador do meu irmão.

 Fundei o Departamento de Improviso Ltda, um departamento que sou o chefe, o empregado e o cliente.



O serviço de meteorologia e a logo desenvolvida por mim, usando o tão "difícil" Paint.


Aproveitando o monopólio, criei também a logo do grande e riquíssimo ramo: Comércio de Conselhos LTDA.


E depois de algum tempo resolvi fazer uma charge, após Michael Jackson ter falecido apareceu muitas pessoas imitando, tentando arrecadar uma graninha extra dos ídolos.

Desenhar no Paint, custa alguns minutos de dedicação, o que eu mais gostei foi o desenho abaixo:
Conheci um pedreiro por apelido de Paraíba. No final ele me enrolou com a obra e me disse que lá na Paraíba é assim, quando alguém deve e não tem dinheiro a dívida é perdoada... Excelente mão de obra, porém era tão enrolado que levei prejuízo para não ter mais problemas.

E para finalizar, com vocês um gráfico da CEMIG (Energia de Minas Gerais), referente ao imóvel que minha mãe morava:
 Depois que minha mãe disse que pagava R$11,00 de energia, eu disse que a Cemig iria tomar o relógio medidor, já que eles não usavam mesmo.