sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Raridades por onde passo V.

Será que começou a febre das Lambrettas? Depois de alguns dias que havia sido postado no blog a imagem de duas estacionadas no centro da cidade, encontrei esta que havia acabado de sair de uma reforma.

Depois que um motor deste é refeito e parte elétrica refeita, apenas os bisnetos do bisneto do dono que vai dar outra manutenção igual. As coisas do passado duravam bastante e a manutenção era menor, hoje tudo mudou.

No caso da Lambretta 1.966 que hoje tem seus quarenta e oito anos de vida, ela pode considerar-se uma guerreira. E alguém arrisca aí algum palpite se depois de 48 anos, mais precisamente em 2.062 terá algum Fiat Palio Fire rodando? Ou algum Gol Geração... (nem sei mais qual geração está)... Hein?!

Realmente as coisas antigas duram mesmo! Por que as coisas antigas duram mais? Se tiver a resposta, queira colocar ela como comentário... Obrigado.

4 comentários:

  1. Eu nunca andei em uma. Cade as marchas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A marcha é acionada no mesmo manete da embreagem, porém no movimento para cima ou para baixo.

      Excluir
  2. Respostas
    1. A marcha é acionada quando gira-se a embreagem. Um cabo de aço é fixado em uma espécie de roldana e o manete da embreagem movimenta-se para cima e para baixo.
      Em baixo, é o pedal de freio.
      Obrigado por participar do meu blog!

      Excluir