quarta-feira, 31 de outubro de 2012

É puro o seu sentimento?

O romance que envolve filmes e livros baseados em fatos reais costuma prender a atenção e criar  expectativas no coração de quem o vê acontecer, seja em forma de um filme ou um pequeno livro. Interessante que os autores criam um romance surreal, algo que também excede o mais sublime dos sentimentos. Em nosso mundo real, longe de estórias e teatros, a realidade é bem diferente, principalmente quando atentamos para tudo que acontece ao nosso redor.

Há anos atrás, já tive a curiosidade de seguir novelas (já não sigo mais), sempre uma história de amor muito linda e forte que se dispõe a lutar contra tudo e todos e contra as condições mais humildes de se viver. Livros também contam sobre casais apaixonados que se entregam de corpo e alma e caminham juntos em busca de uma vida completa e muito feliz. Não longe, filmes que retratam a tragédia do passado são imbuídos de romance para segurar o telespectador em suas respectivas poltronas. Seria algo sem sentido passar no cinema por exemplo; o filme "Titanic" simplesmente contado que o grande navio se chocou com um iceberg e afundou. E mais outros filmes tem romances misturados às suas cenas.

Aqui nesta vida real, em que é preciso respirar para viver, alimentar-se para permanecer saudável e dormir para renovar as energias do organismo; simplesmente não é tudo um mundo colorido. O amor é um sentimento muito lindo e real, mas pessoas motivadas pela simples atração tem confundido os sentimentos e sensações. Casos de pessoas que começam a namorar e logo casam-se acreditando ter encontrado sua outra metade na primeira pessoa que está se sentindo atraída, é como dar um tiro no escuro. Machucam-se e ferem também outros à sua volta.

Um casal de namorados, resolveram lutar contra tudo e todos, sem provar se o sentimento que existiam neles mesmos era forte o bastante para passar situações da vida secular. Resumindo a narração, quando a "fome" apertou a campainha, o "amor" saltou pela janela e foi embora... Depois dizem, não era para ser mesmo... Claro que não era!

Aprenda a provar os seus sentimentos...
Vêm o seu questionamento: "Como assim provar?"
Digo provar no sentido de imaginar a sua vida a dois com algumas dificuldades. Isso mesmo, já imaginou sua vida com a pessoa que ama, e de repente você estando desempregado? Doente? Sem uma moradia fixa? Desentendimentos? Infidelidade?
Repense sua vida! Viva a vida da maneira mais simples de viver. Valorize primeiro os que são mais próximos de você e então se tiver amor suficiente para outra pessoa, é sinal que o seu sentimento é puro... Não me venha querer dizer palavras de carinho para uma namorada, noiva ou até mesmo neto, sobrinho ou outro grau parentesco quando na verdade nem para os seus você tem a palavra de consolo.

O verdadeiro amor não está nos móveis e cômodos do grande palácio onde vais morar, mas na simplicidade do querer bem quando ainda moras em uma choupana. 

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Raridades por onde passo. II

Caminhando e cantando...
Que nada, somente caminhando e observando se tem mais raridades circulando nas ruas da cidade onde moro.
Não foi muito difícil encontrar tais veículos e nesta oportunidade registrei as imagens para colocar no blog.
O primeiro foi este Fiat 147, ano 1979, totalmente reformado e que segundo o dono, é só por "zagolina" e "deitar o cabelo". Traduzindo: É só abastecer com gasolina e viajar.
Perguntei sobre o carro e ele me disse: "Sou o segundo dono e já gastei uma nota preta nesse carro, não compensa vender mais. Casei com ele!"
Fiat 147 - 1979 Impecável.

Na semana seguinte encontrei uma Variante amarela totalmente restaurada passando por mim na rua e nem consegui sacar o celular do bolso para tirar uma foto. Como o mundo é pequeno, e minha cidade menor ainda... Encontramos um ao outro em uma esquina...
VW Variant

E para encerrar a semana com chave de ouro, nem eu mesmo acreditei... Pela primeira vez na minha vida eu parei perto do veículo e resolvi chamar o proprietário, afinal de contas é realmente uma grande raridade.
Segundo o proprietário, ele adaptou a carroceria da Chevrolet C-15 e fez uma adaptação na carroceria, mas a pintura é original e o inacreditável: pequeníssimos pontos de ferrugem e mais nada... Coloquei meu nome na lista de espera dele. Lista dos pretendentes desta Chevrolet Brasil 1960.
Chevrolet Brasil 1960

Encontrando mais raridades, postarei as imagens.