domingo, 6 de maio de 2012

Enxergando a vida.

A semana chegou ao fim e logo em seguida inicia-se uma outra semana. Esta nova terá também um final e mais uma semana há de se iniciar, pelo menos é assim que pensamos que deva ser. O que vejo neste processo interminável é que  entra semana, sai semana, e muitas pessoas estão do mesmo jeito... Paradas, estacionadas na vaga destinada à pessimistas e desiludidos com as coisas passageiras desta vida.

Nesta mesma semana, ouvi uma pessoa relatar a palavra de ânimo que ele dava a uma pessoa portadora de uma terrível doença. Apesar de ser visível seu estado pré-debilitado, aquela pessoa inseria na mente e no coração desta outra, palavras que sustentariam o ânimo, a fé e a esperança de quem já percebia tudo se desvanecendo diante dos olhos realistas. Quando a enfermidade bate a porta, não há vantagem em ser negro ou branco, homem ou mulher, bonito ou feio, andar de carro próprio ou ser passageiro de transporte público... Quando chega a doença na vida do ser humano, ele conta apenas com as reações de seu próprio organismo para vencer a luta travada entre a vida e a morte. É certo acreditar que um bom convênio médico ajuda muito, mas o que quero frisar é que mesmo sendo atendido pela melhor equipe médica e tendo o melhor leito de um hospital, de nada adiantará tudo isto se o próprio organismo não reagir ao que lhe é oferecido como medicamento.

A pessoa dizia ao enfermo: "Você vai ficar bom, o seu corpo está debilitado, mas a sua mente está sã, você vai ficar bom..." Estas palavras ficaram registradas em minha mente, sendo eu o ouvinte do relato do tal diálogo. Imagine agora como deve ter sido para aquele homem, sofredor de uma séria doença, ouvir tais palavras de esperança? Acredito que houve uma luz brilhando no final de um túnel escuro e frio, a luz da esperança que traz motivação à vida e dá forças para caminhar dia após dia.

Se uma pessoa com uma grave doença, cria esperança ao ouvir boas palavras, assuntos saudáveis, agradáveis e proveitosos; o que diremos nós os que desfrutamos de perfeita saúde? Já é provado cientificamente que acreditar em algo bom, pensar em coisas boas como uma melhora na saúde, no emprego, na família, torna-se mais fácil de ser real. O segredo está no nosso cérebro complexo, mas poderoso para nos animar como também nos desanimar... Eu já passei por instantes em que relembrando o que já passei, situações tristes, amargas e dolorosas, trouxe sobre mim o velho fardo encardido do passado. Ao ficar "remoendo" os tempos anteriores, me senti uma pessoa com os sentimentos antigos do  passado, mas no atual tempo e condições do presente... Cheguei a conclusão que não queria e nem precisava estar fazendo aquela viagem ao passado colocando minha pele para sentir o peso de tristeza dos dias em que muito sofri. Sofrer de novo? Para quê? Qual a finalidade disso?

Frequentemente me lembro de coisas boas e engraçadas que já vivi e logo em seguida me pego sorrindo na rua. Preocupado, logo disfarço e dou uma olhada para ver se tem alguém me olhando. No mínimo pensarão que sou louco... Não é uma cena muito normal de se ver: Uma pessoa andando pela calçada, no calor da tarde ensolarada, trabalhando, e de repente rindo sem ter ninguém por perto e nem muito menos um fone no ouvido para disfarçar.

A verdade é que se você pensa em coisas boas, o seu corpo e mente reagirão. E se você participa de conversas agradáveis, o seu corpo e sua mente reagirão. E se você ouve palavras de esperança? O seu corpo e sua mente reagirão. É muito simples de entender.

Pessoas reclamam das outras e de tudo ao seu redor quando na verdade apenas um problema precisa ser resolvido. O enfermo luta com todas as forças para vencer a doença que pode preceder a morte e mesmo assim, tenho certeza, que ele trocaria a única enfermidade dele por todos os problemas seus. Pense nisso, e sejamos então pessoas melhores, mais agradáveis, e prontas a dar uma palavra de ânimo e esperança para quem necessitar. A vida está aí para ser vivida, não a desperdice com coisas tão pequenas e que podem ser resolvidas. Não esqueça: Pense positivo e traga à sua memória aquilo que lhe dá esperança!

terça-feira, 1 de maio de 2012

Dia do Trabalho.

Feriado do Dia do Trabalho? Como surgiu o dia do Trabalho? O que é o dia do Trabalho? Perguntas que me deixaram com uma pulga atrás da orelha, afinal não se ouve muitas informações a respeito deste dia. Começa hoje o mês de Maio e para variar um pouco no Brasil; é feriado! Logo abaixo um breve resumo do Dia do Trabalho.

Em 1889 foi criado o Dia do Trabalho por um congresso socialista em Paris, em homenagem ao dia 01 de Maio de 1886 quando ocorria uma forte paralisação (greve) em um grande centro industrial em Chicago nos Estados Unidos. Haviam muitos trabalhadores insatisfeitos com a jornada de trabalho (13 horas por dia) e com as condições em que eram submetidos. Eram milhares de trabalhadores manifestando suas reivindicações com bravura e com grande sonho de alcançarem melhorias em suas vidas profissionais. Logo, a repressão vinha a todo vapor sobre eles, trazendo-lhes agressões, prisões, insultos, ferimentos e mortes por parte da polícia daquele lugar. Aqueles que morreram ficaram reconhecidos como mártires e o dia 1º de Maio ficou reconhecido universalmente como o Dia do Trabalho. Houve datas diferentes para os países reconhecerem esta data e no Brasil ficou reconhecido a partir do ano de 1924 por um decreto do Presidente Artur Bernardes. Vemos assim que a data não é apenas um dia de folga para o empregado, mas para relembrarmos a época triste quando pessoas trabalhadoras buscavam uma vida menos sofrida. Sempre houve brutalidade e ignorância por parte dos patrões e autoridades em alguma parte do mundo, porém sempre houve pessoas dispostas a dar a cara a tapa em favor da categoria, ou melhor, do bem estar dos trabalhadores. São heróis que serão relembrados, ainda que não como pessoas, mas pelos atos corajosos.

Um bom descanso no Dia do Trabalho a todos os trabalhadores, afinal de contas, só em 2013 vai ter outro igual.