sábado, 21 de abril de 2012

Feriado de Tiradentes.

Hoje é dia 21 de Abril, feriado de Tiradentes... Saiba um pouco do que se trata este dia como lembrança de Joaquim José da Silva Xavier. É um breve resumo, porém escrevi de uma maneira bem clara para que fique mais fácil de guardar na memória. Posso falar que conheço pessoalmente o Joaquim Xavier, mas não é o Tiradentes; é um motorista aposentado da Viação Itapemirim... Brincadeiras a parte, leia agora sobre Tiradentes.

Hoje é feriado nacional em homenagem a Joaquim José da Silva Xavier, mas todos conhecemos como Feriado de Tiradentes. Este homem além de ter trabalhado como vendedor ambulante também trabalhou como dentista, tinha grande habilidade nesta área e por isso recebeu este apelido. No ano de 1787 desistiu da carreira militar e mudou-se para o Rio de Janeiro onde conheceu alguns líderes de um movimento de independência. Quando retornou a Minas Gerais, trouxe seus sonhos de mudar as situações atuais de sua época como por exemplo libertar escravos nascidos no Brasil e transformar o governo em uma república.

Portugal nesta época, cobrava impostos altíssimos (pior do que o governo cobra hoje) e resolveu aumentar ainda mais seus impostos porque a quantidade de minério extraído estava diminuindo e Portugal queria impedir e evitar um possível contrabando. Diante deste fato, Joaquim José da Silva Xavier, juntamente com alguns líderes intentaram uma revolução no dia em que seria cobrado os impostos, mas o plano saiu errado. Alguns dizem que houve um "cagueta" no meio deles, pois um dia antes a Monarquia descobriu todo o intento. Todos foram presos e tiveram suas penas decretadas, porém Tiradentes levou a pior sentença no decorrer deste processo.

No dia 21 de Abril de 1792, Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi condenado a enforcamento e logo teve seu corpo esquartejado e exibido para todos como uma forma de intimidarem os que tinham o mesmo intento. Algumas partes de seu corpo foram expostos em postes, inclusive a cabeça.

Depois de sua morte, não houve uma celebração imediata pelo seu ato heroico, mas a partir da Proclamação da República em 15 de Novembro de 1889 que ficou de fato reconhecido como algo importante feito por ele e daí em diante em nossos calendários como o Feriado de Tiradentes.

Muitas pessoas ainda hoje tem sonhos de verem o nosso País diferente, sem corrupções, sem impostos altos e sem desigualdade social. Evoluímos muito em relação ao passado, mas tudo que existia antigamente ainda existe, de uma maneira mais suave (comparada ao tempo de Tiradentes), mas existe. Temos também nossos "Tiradentes" da atualidade que brigam e lutam por um país melhor, mais justo... Acontece que eles não estão a vista, tão claramente e nítidos como estão os desonestos e corruptos.

Quando chegar a época de eleger um representante do povo, pesquise, questione, busque dar seu voto àquele candidato que realmente irá trabalhar para nós, para que ocorra melhorias em nosso meio, na saúde, no transporte, na educação e outras áreas mais... Esqueça aquele candidato que ficou 4 ou 8 anos no poder e somente sugou os recursos que eram para o povo, ou melhor, do povo. Vamos ser conscientes e entender que podemos melhorar a cidade, o estado, o país que vivemos. Sei que existem muitas pessoas que sonham com um Brasil melhor, mais justo, menos sofrido, menos pobre, mais feliz... Este Brasil tem que ser feliz, afinal o brasileiro é feliz e sonhador, como Tiradentes.

Um bom feriado a todos que desejam que seu bairro seja melhorado a cada dia, assim como sua cidade, seu estado, seu país... Seu planeta.

"Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor" (Salmos 33:12)

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Quem gosta de antiguidades levanta a mão!

Gostar de coisas antigas como carros, motos, relógios, rádios, bicicletas, selos e coleções da época de "guaraná com rolha" custa um pouco a mais do que gostar do "tudo novo". Não sei explicar a origem disto em mim, mas vou ter que confessar o quanto isso me atrai... Já fiz algumas maluquices para adquirir um Corcel I 1976, um Fusca 1969, um Fiat 147, uma CG bolinha 1979... Mas cada qual no seu tempo, afinal não caberia em minha garagem estes saudosos.

Certa vez encontrei a venda um som toca discos antigo, nem esperei alguém me dar uma garantia do defeito (não rodava o prato do disco), fui lá e pimba, comprei-o!
Em casa, mexe aqui e dali... Consegui fazer o toca discos funcionar. Já até consegui uns discos emprestados para ouvir no meu som da década de 80.

Para me deixar encucado, acabei de ver um ventilador funcionando muito bem, com seus detalhes cromados da época... Pensei, se eu pudesse compraria este ventilador, mas estava ventilando em uma igreja.

Hoje mesmo, saindo do serviço para almoçar, deparei-me com um modelo de bicicleta antiga, década de 80 também. Era uma Caloi/Barra Forte, daquelas que tem o cano mais quadrado, e tem até uma almofada... Eu aprendi andar em uma dessa. Aproveitando que o cano era forrado, eu sentava ali como se fosse o banco e era muito fácil, pois eu alcançava os pedais e o chão também...

Resolvi escrever sobre isso, porque tem muita diferença entre uma pessoa vender algo antigo para uma pessoa qualquer e vender para uma outra pessoa, sendo esta segunda, um colecionador. Quem vende para um colecionador, quer praticamente lucrar o dinheiro do IPTU e do IPVA em uma única negociação, fora o preço da "mocréia". Pensando nisso, resolvi procurar o dono da bicicleta para perguntar se ele tem intenção de vender... Imaginem o que ele disse...

Depois falamos mais deste caso. Deixo abaixo a foto de uma Barra Forte, semelhante a deste "vendedor".

Caloi Barra Forte original.
Será que somente eu sinto saudades destas coisas? Será que sou normal? Tem alguém aí que gosta de antiguidades? Não me deixem sozinho com estas dúvidas...

sábado, 7 de abril de 2012

Desabafo...


Quantas coisas sem sentido,
Quantas palavras sem necessidade,
Quantos gestos sem motivo,
Lá se vai a minha idade.

Pensamentos desnecessários,
Atitudes precipitadas,
Movimentos de minha parte, inúteis,
Não enxergar as tais ciladas.

O tempo todo estou a ver,
Coisas que de mim não saem,
Mesmo que eu tente sorrir,
Lágrimas dos meus olhos caem.

Quem é o ser humano?
De que vale tudo a vista?
Sonhar, projetar, executar,
O que se escreve em tamanha lista.

Eu queria ser melhor,
Quem sabe, mais agradável,
Não desejo ser "o melhor"...
Apenas menos rude, mais amável.

Hoje parece tudo rápido,
Qual movimento do gatilho,
Repentino soube de você,
Seu pai te aguarda, ó meu filho.

Se alguém me questionar:
"E se chegar for uma filha?"
Eu respondo que espero:
"Esperançoso qual a ilha."

Mas que ilha é esta?
Se do ventre pudesse perguntar,
É a ilha do amor,
Que seu pai aqui, tem pra te dar.

Há muito tempo estou aqui,
Já com saudades de você,
Quero aquecer o seu corpinho,
Meu amado e querido bebê.

Seja bem vindo e desfrute do amor dos seus pais!
Obrigado por ser em minha vida, a herança do Senhor, uma dádiva do Criador!


Jefferson Nunes