domingo, 25 de setembro de 2011

Dicas para comprar um Fiat 147 - 1ª parte

Respondendo a pergunta de um leitor que certamente se assustou com a batalha Jefferson VS Fiat 147; postarei no blog tudo o que deve ser feito antes de adquirir este veículo.

É um carro que me atrai... Ao encontrar um trafegando pela rua fico olhando se possui detalhes originais ou se foi modificado.

Conforme  for escrevendo vou postando os assuntos por parte.

Espero que isto seja abordado de uma maneira bem clara, sem usar muitos termos técnicos ou dicas que não causam nitidez. Ofereço esta sequência de dicas aos leitores que se interessam por carros dessa época, e espero ansiosamente que chegue o dia em que o Fiat 147 seja tão valorizado quanto o saudoso Ford 1929.

Quais seriam as dicas antes de comprar um Fiat 147?
O que devo olhar antes de comprar um Fiat 147?
Darei as respostas no decorrer das postagens, não perca nenhuma delas, e se perder não venha chorar na minha cabeça dizendo que comprou gato por lebre...

Pesquisando...
Antes de tudo, pare e reflita sobre a necessidade de se ter um 147...
Quando chegar na sua casa e estiver pronto para dormir, ponha sua cabeça no travesseiro e faça a seguinte pergunta: "Para quê eu quero comprar um 147?"
Se a sua resposta for: "Preciso comprar esse carro para usar diariamente, para ir ao trabalho, escola, faculdade, curso, aniversário, viagem...etc..."
Tenho que dizer que esse carro será uma agulha no palheiro.

Se a sua resposta for:
"Preciso comprar esse carro porque gosto, tem que ser um carro bem inteiro, não será um carro de uso diário, apenas para passeio em fins de semana..."
Então lhe direi que foi tirada metade da palha aonde se encontra a tal agulha.

Mas se a sua reposta for: "Quero comprar esse carro, dar uma reforma e usá-lo de muitas formas..."
Aí direi que você está vendo parte da agulha fazendo um pequeno reflexo em seus olhos, porém um movimento em falso e a palha irá se mover e será um trabalhão encontrá-lo.

Partindo do princípio que não somos colecionadores de carros antigos e que precisamos desse veículo para uso normal como ir ao trabalho e ao supermercado; direi que você já tem em mente aonde irá comprar esse veículo: Na sua cidade.

Comece a pesquisar em classificados de jornais, nas feiras de carros usados e também ao andar pela rua, dificilmente você voltará para casa sem ter encontrado pelo menos uma espécie desse 147. Não tenha vergonha de perguntar, conversar, informar... Ao avistar um carro que te agrada, tente saber quem é o dono, se tem interesse em vender, se conhece alguém que tem um a venda... Converse, informe-se. "Quem tem boca vai a Roma; e de 147 se for esperto".

Depois que encontrar o candidato da vaga da sua garagem, tente manter seu controle. Evite empolgar e começar a falar do quanto quer o veículo, do quanto procurou e quanto andou... Converse com o vendedor tranquilamente. Nem todo mundo quer um Fiat 147, mas quando o vendedor encontra um interessado, costumam inclusive dificultar a negociação, aumentando preço, resistindo a descontos e assim por diante.

Então, depois de encontrar o seu futuro Fiat 147, veja se a cor e o modelo te agrada. Passando esta etapa, não se aproxime muito do carro, comece a olhá-lo de longe na tentativa de ver possíveis defeitos na pintura ocasionados por serviços de funilaria. Observe-o bem e de longe, olhando para a posição das rodas dianteiras e traseiras. Olhando o carro de frente, verifique se as rodas dianteiras não estão abertas ou fechadas demais. Procure ver também, se possível, o alinhamento das quatro rodas, estando em frente ao carro na intenção de notar algum desalinhamento da carroceria (traseira desalinhada com a frente).

Chegue mais perto e verifique os espaços das portas; coloque o dedo indicador entre a folga da porta esquerda e compare com a porta do lado direito. Verifique também as folgas da tampa traseira e a tampa do motor, se não estão "trepidando".

Olhe a lataria durante o dia e em lugar claro. Lugares escuros e lataria molhada escondem defeitos na pintura como excesso de massa plástica, que com o passar do tempo trincam ou rompem. A lataria tem que refletir uma imagem lisa, desconfie de latarias opacas ou ásperas.

Abra as portas e confira se as portas se fecham com facilidade sem a necessidade de muita força. Procure pontos de corrosão como embaixo das portas, interior dos para lamas e rodas. Costumam ter excesso de  "podrões" nestas partes e em muitos casos não apenas encontram-se ferrugens na lataria, mas lataria nas ferrugens.

Se quiser pode fazer o esquema do pano com imã. Enrole-o num pano e passe sobre a lataria do carro, aonde tiver excesso de massa, o imã não permanecerá "colado" e se soltará com facilidade. Sobre os "podrões" na lataria, digo que tudo se resolve. O Fiat 147 é um carro que está aí lutando há mais de 30 anos e não há lata que aguente tanto oxigênio sem enferrujar. Sempre existirá um bom funileiro e um bom pintor para realizar tais reparos. Uma coisa eu digo e tenho plena certeza: É melhor comprar um carro que esteja 90% de lataria e 0% de motor, do que o contrário. No motor, gastando uma grana, você deixa ele como estivesse saído de Betim-MG. No caso da lataria, não é a mesma coisa. Portanto, lataria é tudo; se o carro estiver bonito de lataria (conservado), não esquente a cabeça com os pontos corrosivos como em baixo das portas, rodas e para lamas... Um bom profissional irá recuperar estes pontos e seu carro estará inteiro novamente.

Na segunda parte, acompanhando a sequência falarei do interior, visto que por fora o carro passou no teste da "olhada".

>continua...

12 comentários:

  1. bom dia estou comprando um spazio mas ele tem q trocar as caixas de ar imediatamente e isso me assustou um pouco porque no meu ver as caixas de ar sao parte estrutural de um 147 não é ou estou errado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todos os carros mais antigos sofrem com o problema da corrosão nas partes que mais se expõe a umidade. Apesar das caixas de ar fazerem parte da sustentação do fiat 147, isto não é algo tão preocupante. A recomendação se baseia em adquirir um material de boa qualidade e um excelente profissional para fazer a funilaria. Lembre-se: tapeçaria, estofamento e motor podem ser refeitos e ficam como novos; mas lataria e estrutura é tudo para quem quer um carro mais antigo. Leve o veículo em um bom funileiro e não se apresse em adquirir o carro antes de avaliar a estrutura. Caixas de ar não são tão preocupante quanto à estrutura do carro, mas tudo tem que ser colocado na negociação antes de dar o suado dinheiro ao vendedor.
      Um abraço e obrigado por ler meu blog.

      Excluir
  2. Fiz um serviço de troca de caixa de ar no meu 147, ficou muito bom, vale a pena pagar não mais caro, mais o preço justo pelo bom serviço.
    Não entregue seu carro para os futriqueiros que se passam por funileiro. Reforme! Vale a pena!
    Igor David.

    ResponderExcluir
  3. Reforçando uma dica: Não apavore para comprar nada! Pesquise, pense, raciocine bem se vale a pena, mas se for isto o seu sonho: Vai fundo! Não lamente pelo que fez e sim pelo que deixou de fazer, Nossos sonhos valem a pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. valem sim, eu comprei meu fietim 147 hoje, muito feliz.

      Excluir
    2. José Salvan, nota 10 pelo comentário!!!

      Excluir
  4. Boa tarde, Comprei um 147 europa ano 1982, trouxe da Av. Faria Lima até em São Mateus na Zona Leste até aí tudo bem! Até eu inventar de mandar trocar as coifas do homocinético fiz a maior bobagem o mecânico que fez o serviço não conseguiu deixar o carro como estava. Tá saindo até faisca da ponta do eixo entre o cubo de roda onde fica o disco de freio e o "braço" do homocinético, por favor me ajudem a resolver preciso de uma dica além de procurar um mecânico melhor. Não me importo de gastar um pouco só quero ver meu carrinho andando. Um abraço !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. André; gostaria de poder ajudar, no entanto estamos em cidades diferentes, mas não tenha pavor dessa situação. Existem bons mecânicos e também os "porco"; então tenha calma para resolver.
      Não tive boas experiências com Fiat 147, se puder ler, eu escrevi aqui "Meu primeiro Fiat 147".
      Tudo na vida tem que ser tentado, anima-te!
      Obrigado por passar por aqui.

      Excluir
  5. Parabéns pelas dicas Jefferson, decidi a um tempo atrás procurar um carro pra restaurar e passei por várias marcas e modelos e acabei ficando com 147... Por enquanto só procurando dicas, informações e passando vontade com as ofertas.

    ResponderExcluir
  6. Ola amigos fieteiros... Lendo muitas experiências e comentário sobre o pequeno Fiat 147.. sou doido para ter um desde alguns anos qua do meu primo adquiriu uma pick Up 147 a famosa saboneteira. Embora na minha há cidade existem poucos e vejo que para relizar meu sonho de ter um terei de viajar e examinar eu mesmo com cautela por não ter nenhum mecânico ou funileiro de confiança para fazê-lo. Muito bom ler as experiências de vcs com esse sonho tb.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um sonho que é alcançável e que conta com a sorte. Bom empenho nesta missão e boa sorte!

      Excluir